Hospital Augusto de Oliveira Camargo tem leitos da UTI e enfermaria para a covid-19 lotados

Há dez pacientes à espera de leito de UTI e seis na fila para leitos da enfermaria; dois óbitos foram registrados no final de semana

Por Patrícia Lisboa

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), de Indaiatuba, registrou duas mortes de pacientes com covid-19, no final de semana. Nesta segunda-feira (7/6), a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a enfermaria para pacientes da covid estão lotadas. Há dez pacientes na fila de espera por leitos na UTI e seis aguardam vagas na enfermaria.

Um dos óbitos foi de um homem, de 75 anos, que estava internado desde o dia 26 de maio e faleceu no sábado (5/6). A outra morte foi de um homem, de 43 anos, que tinha sido internado no dia 27 de maio e morreu no domingo (6/6). Eventuais comorbidades dos pacientes serão informadas no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. O boletim do hospital não traz informações sobre doenças preexistentes.

INTERNAÇÕES

A UTI Covid do Haoc – que tem 24 leitos – está lotada, com 24 pacientes internados. A enfermaria está com os 60 leitos ocupados. Do total de internados, 56 deles já têm diagnóstico confirmado para a covid-19.

Os pacientes que estão em fila de espera por leitos da UTI e enfermaria estão sendo atendidos em outros setores do hospital, como sala de emergência e sala amarela, segundo o boletim do Haoc.

Nas últimas 24 horas, ocorreram três altas e 19 novas internações de pessoas com sintomas de síndrome respiratória, na unidade hospitalar.

(Fonte: Haoc)