135 moradores de Indaiatuba morreram por complicações da covid-19

Os últimos óbitos registrados, neste domingo, foram de um homem, de 102 anos, e de uma mulher, de 76 anos

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da pandemia de covid-19, 135 moradores de Indaiatuba morreram por complicações da doença. Ao todo, 4.712 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus. Destas, 4.536 estão curadas ou em recuperação domiciliar.

ÚLTIMOS ÓBITOS

Neste domingo (9/8), a Secretaria Municipal de Saúde informa que foram registrados mais dois óbitos por complicações do novo coronavírus, no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc).

Uma das vítimas foi um homem, de 102 anos, que estava internado desde o dia 30 de julho. A única doença pré-existente que ele tinha era hipertensão.

A outra vítima foi uma mulher de 76 anos, que estava internada desde o dia 4 deste mês. Ela também tinha hipertensão.

No sábado (8/8), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou uma morte por covid-19, também no Haoc. Trata-se de um homem, de 64 aos, que estava internado desde 22 de julho e possuía comorbidades como, hipertensão, diabetes e doença renal crônica.

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

Até este domingo (9/8), Indaiatuba soma 4.712 casos confirmados de covid-19. Do total de infectados, 135 morreram, e 4.536 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar. Atualmente, 41 infectados continuam internados e outros 458 casos suspeitos aguardam os resultados dos exames para confirmação ou não da covid-19. Há quatro óbitos suspeitos em investigação.

Há 39 pessoas internadas em leitos clínicos e 26 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 60% para o Haoc e 71% para o Hospital Santa Ignês, referente aos leitos de UTI, a ocupação é de 71% no Haoc e 75% no Hospital Santa Ignês.

(Fonte: Secretaria de Saúde de Indaiatuba)