Alunos da Fiec desenvolvem aplicativo para auxiliar deficientes visuais no transporte público

A solução tem como objetivo auxiliar o embarque de desembarque do passageiro

Alunos da Fiec (Fundação Indaiatuba na de Educação e Cultura) criaram o aplicativo e protótipo conhecido como Ponto Digital, como solução para auxiliar deficientes visuais a utilizarem o transporte coletivo urbano, em Indaiatuba.

O sistema que surgiu de um trabalho de conclusão de curso há cerca de três anos, foi revisado e teve sua tecnologia atualizada, sob a supervisão do coordenador de Projetos, Ricardo Massaru.

Os alunos de informática e estagiários da Fiec, Renato de Andrade Valim, Gabriel Lopes Pereira e Vitor Hugo Ramos Rita, remodelaram o aplicativo e o protótipo para que ele seja instalado nos ônibus da cidade. Os idealizadores do projeto inicial foram os ex-alunos Julio Ikeda, Matheus Fernandes de Souza, Luiz Telles, Rodrigo Pompeo e José Zumbini Neto.

Massaru explica que, por meio dos recursos de localização e notificação ao passageiro, é possível dar as informações de embarque e desembarque.

“A ideia é que, quando o usuário do ônibus chegar ao ponto de ônibus, possa clicar no aplicativo pelo seu smartphone, informando por meio de sistema de voz o destino desejado. Após a confirmação da linha, o software envia alertas sonoros ao usuário para informar a previsão de chegada do ônibus. Enquanto isso, o motorista do coletivo recebe através de um módulo, um alerta, sobre a presença de um deficiente visual em determinado ponto e que o mesmo aguarda por aquele ônibus”, explica Massaru.

O aluno Renato Valim acrescenta que o mesmo se aplica ao desembarque do passageiro. “Após o usuário ter embarcado, o sistema envia notificações para que ele saiba onde desembarcar. Os ônibus estarão integrados com o sistema em nuvem e o aplicativo, para que haja a comunicação e integração entre o sistema, aplicativo e veículos”, esclarece.

O projeto está em fase de testes. A próxima etapa será a instalação de protótipos dos módulos nos ônibus e a remodelação do aplicativo para que o mesmo auxilie também pessoas com algum tipo de dificuldade em leitura, fala ou escrita.