Angelo Perugini, prefeito de Hortolândia, morre vítima da covid-19

Ele completaria 66 anos na próxima terça-feira e não teve tempo de ser vacinado

O prefeito de Hortolândia, na Região Metropolitana de Campinas (RMC), Angelo Augusto Perugini, morreu às 10h15 desta quinta-feira (1º/4), vítima da covid-19. Ele deixa três filhas.

Segundo comunicado da Prefeitura de Hortolândia, Perugini, que iria completar 66 anos na próxima terça-feira (6/4), não teve tempo de ser vacinado contra a covid-19.

“Apesar de estar na linha de frente do combate ao Coronavírus, ele não era profissional da Saúde e aguardou para ser vacinado junto com o público da sua idade. Infelizmente, não deu tempo. A doença contra a qual ele tanto se empenhou para proteger a população o venceu, mas seu legado segue inspirando a todos”, informa a Prefeitura.

Em março de 2020, criou o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus. Neste ano, seu trabalho à frente do Executivo Municipal teve como principal foco o combate à covid-19.

O grupo, formado por técnicos de várias áreas da Administração Pública, atua numa força tarefa, coordenando e realizando ações de prevenção e controle à doença. Uma das últimas agendas de Perugini com o Comitê, antes de ser internado, foi o recebimento do primeiro lote de vacina contra a covid-19.

Perugini era natural de Jacutinga (MG), onde o corpo será enterrado, nesta sexta-feira (2/4), e já foi seminarista e professor da rede estadual. Teve a maior parte da sua vida marcada pela atuação política.