BLOG DA PIMENTA NAS ELEIÇÕES 2014: ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS - SÉRIE 5

O Blog da Pimenta em parceria com o jornal  Tribuna de Indaiá continua a série de entrevistas com os candidatos de Indaiatuba às eleições desse ano. As publicações estão sendo feitas por ordem alfabética de acordo com a primeira letra do primeiro nome do candidato. Os dois entrevistados de hoje são os candidatos ao cargo de deputado federal, João Batista Marcelino, o João Fidelis (PRTB), e Maurício Baroni (PMDB).


ENTREVISTA COM JOÃO BATISTA MARCELINO, O JOÃO FIDELIS (PRTB)


Perfil

João Batista Marcelino, o João Fidelis (PRTB), nasceu em Teixeira (PB), no dia 20 de outubro de 1959. Mora em Indaiatuba desde 1988. Cursa Direito pela Faculdade Max Planck. É guarda municipal licenciado e já atuou como assessor parlamentar e assessor de gabinete da Prefeitura, na gestão do ex-prefeito José Onério. É divorciado e tem um casal de filhos, de 23 e 25 anos.

 

João, como e por que ingressou para a política?

Gosto de lutar pelo que acho correto, e sei que tenho capacidade de contribuir para o nosso desenvolvimento.


Qual ou quais cargos já disputou e quantas vezes foi eleito?

Já disputei o cargo de vereador em 1992, a convite do ex-prefeito Clain Ferrari, mas nunca ocupei cargo eletivo.


Por que se decidiu se candidatar esse ano?

As campanhas no Brasil sempre tiveram um alto custo financeiro, com as promessas de mudanças nas regras de campanha teremos maiores chances na disputa, no entanto, o TSE resolveu que essas regras só valem para as próximas eleições e já estão nas residências as caras placas de candidatos, e os carros circulam nas ruas com as propagandas de quem pode pagar.


Qual o slogan (lema) de sua campanha?

Chegou a vez do povo!

 

Em resumo, qual é a sua proposta de trabalho?

Trabalhar em defesa dos desprotegidos e lutar pela melhoria da saúde, educação, segurança publica que é a área que eu trabalho, enfim, defender os carentes.


Além de Indaiatuba, em quais cidades faz campanha eleitoral?

Dentro do meu limite financeiro em todas as cidades da região, ABCD, algumas cidades do litoral onde tenho familiares como residentes.


Com qual ou quais candidatos faz dobradinha? Como foi a escolha dessa parceria?

Em Indaiatuba, faço dobradinha com o candidato à reeleição para deputado estadual, Rogério Nogueira (DEM) porque, pela experiência dele, é o que tem mais condições de trazer recursos para Indaiatuba. A escolha foi no sentido de zelar pelo município. Na região, a dobradinha é com a candidata Lívia Fidelis (PRTB) por questão de fidelidade partidária.


Quais as principais ferramentas de campanha que utiliza? (Corpo a corpo, distribuição de panfletos, carros de som, etc)

O chamado corpo a corpo, com a distribuição de panfletos e outros materiais fornecidos pelo partido e a ajuda de meus colegas funcionários públicos em especial meus parceiros guardas municipais.


Como avalia a influência das redes sociais nessa campanha e como lida com os eventuais perfis falsos, os chamados fakes?

As redes sociais são muito importantes, principalmente se levarmos em conta que o mundo hoje é digital. Quanto aos fakes, é triste saber que existem pessoas que fazem de tudo para tentar se dar bem, mais o povo já sabe quem é quem.


Qual o investimento real na campanha e como faz a captação de recursos?

O meu recurso de campanha é mínimo. Eu conto com a ajuda dos meus familiares, amigos e funcionários públicos em geral, do Estado de São Paulo, especialmente meus companheiros de farda da guarda municipal de Indaiatuba onde trabalho há dez anos.


Dentro da competência do Legislativo, se for eleito, como pretende contribuir para o desenvolvimento de Indaiatuba?

Existem verbas federais que podem ser destinadas para as Apaes, desenvolvimento habitacional, saneamento básico, segurança e outros seguimentos, o que já foi feito no passado pelos ex-deputados federais Newton Lima e Reinaldo Nogueira, mas infelizmente há seis anos não temos um representante no legislativo federal, o que prejudica bastante nosso município.


Se for eleito, para quais setores pretende destinar eventuais verbas de emendas parlamentares?

Saúde, Educação e Segurança Pública, que hoje enfrentam problemas em todo o País.


Quem considera ser seu maior adversário em Indaiatuba?

O eleitor sem informação. Existem sete candidatos ao cargo de deputado federal que residem em Indaiatuba e três para deputado estadual. Seria muito bom se fossem todos eleitos, mas sabemos que é muito difícil isso acontecer.


Por que acha que deve ser eleito?

Porque sei que posso contribuir muito para o progresso de nosso País e para a conquista do respeito da classe política.



ENTREVISTA COM MAURÍCIO BARONI (PMDB)


Perfil

Maurício Baroni Bernardinetti (PMDB) nasceu em Indaiatuba, no dia 5 de novembro de 1969. É formado em Direto pela Faculdade de Itu e técnico em transação imobiliária pelo Ebrae. Ocupa o cargo de vereador e é empresário do ramo imobiliário. É casado e tem três filhos, de 11, 13 e 22 anos.


Maurício, como e por que ingressou para a política?

Nasci com vocação para a política. No período escolar, sempre participei de grêmios e movimentos estudantis e na faculdade onde cursei Direito fui integrante do Diretório Acadêmico e depois que concluí o nível superior em 1993, me engajei de vez na política. O PMDB me escolheu para fazer parte do movimento "Juventude PMDB", onde fui presidente na cidade e vice-presidente Estadual e meu caminho no Poder Legislativo teve início em 1995 quando fui chefe de Gabinete da Presidência da Câmara até o ano de 1996. Aos 28 anos me candidatei pela primeira vez ao cargo de vereador, sendo eleito como o mais votado da história da política indaiatubana até então.

 

Qual ou quais cargos já disputou e quantas vezes foi eleito?

Disputei quatro vezes ao cargo de vereador e em todas as eleições fui eleito.

 

Por que decidiu se candidatar esse ano?

Acredito que minha experiência e vivência parlamentar me dá a bagagem necessária para trabalhar por Indaiatuba e pela nossa região.

 

Qual o slogan (lema) de sua campanha?

Compromisso com você. Pode cobrar.

 

Em resumo, qual é a sua proposta de trabalho?

Se for eleito, alguns dos projetos que fazem parte do meu Plano de Trabalho são: incentivar os municípios na elaboração dos planos de educação ou adequar os planos já aprovados em Lei; formação e valorização do profissional da educação; criação de um Centro de Referência em Ortopedia na região; ampliar a contratação de médicos e profissionais da saúde para atender em Hospitais Públicos e Postinhos de Saúde; implantar Terapias Naturais nas Secretarias Municipais de Saúde; redução da carga tributária para fortalecer as indústrias; estímulo para a criação de empregos; ampliação dos incentivos fiscais para a vinda de novas Indústrias para a região; ampliação do poder das Guardas Municipais; criar faixas exclusivas para motociclistas; ampliação do projeto do esporte de base; ampliação das academias para a 3ª Idade; ampliação do Bolsa Atleta; fortalecimento do Esporte Amador; aumentar pontos de Cultura na Região; criação de um Departamento Municipal Especial dos Direitos dos Animais; implantação e desenvolvimento de programas de controle populacional (Castramóvel); fiscalização de denúncias de maus tratos contra animais; destinar verbas para ampliação dos Recursos Hídricos; criar a patrulha ambiental regional preservando os animais silvestres; levar a lei que aplica multa ao cidadão que for flagrado jogando lixo nos logradouros públicos para as cidades da região.

 

Além de Indaiatuba, em quais cidades faz campanha eleitoral?

Elias Fausto, Monte Mor, Itupeva, São Paulo, São João da Boa Vista, Salto, Itu e Campinas.

 

Com qual ou quais candidatos faz dobradinha? Como foi a escolha dessa parceria?

Minha dobradinha é com o candidato a deputado estadual Rogério Nogueira. A escolha veio através da minha admiração pelo seu trabalho realizado na Assembleia e por fazermos parte do mesmo grupo de trabalho.

 

Quais são as principais ferramentas de campanha que utiliza?

Corpo a corpo, distribuição de material de campanha e mídias sociais.

 

Como avalia a influência das redes sociais nessa campanha e como lida com os eventuais perfis falsos, os chamados fakes?

Acredito que nessas eleições as redes sociais vão influenciar muito o comportamento do eleitor e vai permitir um estreitamento do relacionamento entre o candidato e o eleitorado, nos fazendo ter uma visão mais clara dos anseios da população e quais propostas são ou não bem aceitas, além de receber com mais facilidade as sugestões das pessoas. Com relação ao perfis fakes nunca tive problemas, mas acredito que a Justiça Eleitoral cuidará muito bem deste assunto.

 

Qual o investimento real na campanha e como faz a captação de recursos?

Não finalizei o levantamento de investimento e as verbas para a campanha estão sendo captadas através de doações.

 

Dentro da competência do Legislativo, se for eleito, como pretende contribuir para o desenvolvimento de Indaiatuba?

Apresentando Projetos e Emendas para trazer verbas e recursos para diversas áreas, principalmente habitação, saúde e educação.

 

Se for eleito, para quais setores pretende destinar eventuais verbas de emendas parlamentares?

Principalmente para habitação, saúde e educação.

 

Quem considera ser seu maior adversário em Indaiatuba?

Não tenho adversários. Acredito que todos os colegas que também se candidataram possuem competência para disputar este cargo e a decisão está nas mãos da população.

 

Por que acha que deve ser eleito?

Quero ter a oportunidade de levar minha experiência de 4 mandatos no Legislativo Municipal para o âmbito Federal, fazendo valer a confiança que em mim foi depositada.