Com 60,3% dos votos, Gaspar e Túlio seguem para o segundo mandato

O prefeito e o vice-prefeito de Indaiatuba foram reeleitos nas eleições deste domingo; com 33,6% dos votos, Bruno Ganem foi derrotado nas urnas

Por Patrícia Lisboa

O prefeito Nilson Gaspar (MDB) e o vice-prefeito Túlio José Tomass do Couto (Solidariedade), da coligação Eu Amo Indaiatuba, foram reeleitos, nas eleições municipais deste domingo (15/11), Dia da Proclamação da República. Os reeleitos obtiveram 69.230 votos, equivalentes a 60,35% dos votos válidos. 

Gaspar derrotou Bruno Ganem (Podemos), que foi o segundo colocado, com 33,60% dos votos válidos, igual a 38.546 votos.

“Primeiramente, agradeço a Deus e a população de Indaiatuba pela confiança e pela oportunidade que estão me dando de ter o segundo mandato, com uma votação expressiva, nesta eleição. Isso mostra o trabalho que nós fizemos ao longo dos quatro anos”, agradeceu Gaspar.

“Com essa votação expressiva, eu tenho a obrigação de fazer um segundo mandato melhor do que o primeiro e, podem ter certeza, vou fazer”, acrescentou o prefeito reeleito.

Gaspar comentou também a preocupação com os reflexos da pandemia de covid-19, em 2021.

“Vamos ter que enfrentar a recessão causada pela pandemia porque essa conta ainda não chegou, vai chegar ano que vem. Então, temos que ter muita prudência, responsabilidade, os dois pés no chão e agir de forma correta, para manter os serviços públicos de qualidade, para atender bem a nossa população e para melhorar cada vez mais a qualidade de vida do nosso cidadão indaiatubano. Pode ter certeza que esse é o meu compromisso, essa é a minha obrigação, nos próximos quatro anos”, garantiu Gaspar.

Em relação ao plano de governo, o prefeito reeleito destaca o setor da habitação. “Provavelmente, entre o final de 2021 e início de 2022, vamos colocar em prática o maior plano habitacional da história de Indaiatuba, com 3,6 mil unidades habitacionais, que vamos fazer pela Prefeitura, para tirar o pessoal do aluguel”, antecipou o prefeito reeleito.

O próximo mandato de Gaspar e Túlio vai ser de janeiro de 2021 a dezembro de 2024.

OUTROS RESULTADOS DA ELEIÇÃO

A votação dos demais candidatos a prefeito de Indaiatuba ficou assim:

- Bruno Ganem (Pode): 38.546 votos (33,6% dos votos válidos);

- Gomes (PAT): 3.373 votos (2,94% dos votos válidos);

- Pedro Ferrari (PT): 2.206 votos (1,92% dos votos válidos);

- Ulysses Maia (PSOL): 923 votos (0,80% dos votos válidos);

- Gabriel da Protechtor (PTB): 436 votos (0,38% dos votos válidos);

- Brancos: 8.603 votos (6,66¨);

- Nulos: 8.199 votos (6,35%)

- Total de votos: 129.142 - 112.340 (86,99%) votos válidos;

- Abstenções: 48.026 eleitores (27,11%);

- Total de eleitores aptos a votar em 2020: 177.168 eleitores.

A VOTAÇÃO DOS VEREADORES

O município tem 12 cadeiras no Legislativo e ficam ocupadas assim:

1 - Ricardo França (Podemos): 7.321 votos

2 - Hélio Ribeiro (Republicanos): 4.615 votos

3 - Pepo (MDB): 3.722 votos

4 - Dr. Chiaparine (MDB): 3.574 votos

5 - Professor Luiz Carlos (MDB): 2.690 votos

6 - Adalto do Restaurante (PP): 2.525 votos

7 - Leandro Pinto (DEM): 2.449 votos

8 - Dr. Othoniel (DEM): 2.384 votos

9 - Enfermeira Silene (PP): 2.206 votos

10 - Wilson Índio da Doze (Republicanos): 2.092 votos

11 - Alexandre Peres (Cidadania): 1.492 votos

12 - Ana Bannwart (Podemos): 1.073 votos

(Fonte: TSE)