Complicações da covid-19 já vitimaram 60 pessoas em Indaiatuba

No boletim de ontem, havia 1441 casos positivos; a taxa de ocupação na UTI do Haoc era de 88% e no Hospital Santa Ignês era de 58%

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Indaiatuba aponta que as complicações da covid-19 causaram as mortes de 60 pessoas na cidade, até o momento. Também há 1441 pessoas infectadas pela doença.

Os óbitos ocorreram noHospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), sendo que uma das vítimas foi um homem, de 53 anos, que estava internado desde o dia 25 de maio e tinha diabetes. Ele faleceu na sexta-feira (26/6). A outra morte foi de um homem, de 74 anos, que estava internado desde o dia 15 de junho, era obeso e tinha hipertensão. Ele morreu ontem (27/6).

Indaiatuba soma 8.811 notificações de covid-19, sendo que 1.441 foram confirmadas. Do total de infectados na cidade, 60 morreram, 1.349 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar e 32 estão internados.

Ainda há outros 180 casos suspeitos aguardando resultado de exame para a confirmação ou não da covid-19.

Até ontem, havia 31 internados em leito clínico e 28 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI era de 88% no Haoc e de 58% no Hospital Santa Ignês. A ocupação dos leitos de enfermaria era de 56% no Haoc e de 50% no Santa Ignês, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

(Fonte: Secretaria de Saúde de Indaiatuba)