Covid-19: Indaiatuba registra mais três mortes; UTIs continuam com 100% de ocupação e há fila de espera por leitos

Os três óbitos foram registrados no final de semana; o Hospital Santa Ignês ampliou o número de leitos, mas, mesmo assim, atinge ocupação máxima

Por Patrícia Lisboa

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa que mais três mortes com resultado positivo para a covid-19 foram confirmadas no final de semana, uma no sábado e duas no domingo. Nos dois dias também foram registrados mais 43 casos positivos da doença. As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas para pacientes da covid-19, nas redes pública e particular, permanecem com ocupação máxima na cidade desde a última quinta-feira (4/3) e há fila de espera por leitos.

O óbito confirmado no sábado (6/3) foi de um homem, de 80 anos, Ele veio a óbito na sexta (5/3), apenas um dia após a internação no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc). Ele também tinha diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca congestiva.

Neste domingo (7/3), foi confirmada a morte de um homem, de 48 anos, que estava internado no Hospital Santa Ignês, desde o dia 25 de fevereiro. Ele faleceu no sábado (6/3) e também era hipertenso.

O outro óbito confirmado neste domingo é de um homem, de 63 anos, que faleceu, ontem, no Haoc, após ficar internado por cinco dias. Ele também tinha diagnóstico de tuberculose.

Desde o início da pandemia, 15.358 pessoas contraíram a covid-19, em Indaiatuba, sendo que 365 morreram e 14.929 são consideradas curadas ou estão em recuperação domiciliar. Ainda há 2.000 casos suspeitos.

INTERNAÇÕES

Hoje, há 96 pessoas com sintomas de síndrome respiratória internadas nas alas para a covid-19, no sistema de saúde de Indaiatuba, sendo que 64 já têm exame positivo para a covid-19.

Do total de internados, 55 estão em leitos clínicos (enfermarias) e 41 estão em leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

O Hospital Santa Ignês, da rede particular, ampliou de dez para 13 o número de leitos de UTI exclusivos para pacientes da covid-19 e, mesmo assim, está com 100% de ocupação.

No Haoc, o único que atende pelo SUS na cidade, também está com 100% de ocupação na UTI Covid-19.

A ocupação máxima também ocorre nos quatro leitos alugados pela rede municipal de saúde em hospital particular fora da cidade.

Desde ontem (6/3), três pacientes estão na fila de espera por leitos em UTI. Mas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, eles estão recebendo cuidados intensivos em salas de emergência do Haoc.

Nas enfermarias, ainda há vagas, mas taxas de ocupação são elevadas, sendo de 93% no Hospital Santa Ignês e de 85% no Haoc. Não há leitos alugados em enfermarias.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a pessoa que apresentar qualquer sintoma de contaminação pelo coronavírus, que procure o atendimento on-line Minha Saúde Covid-19. O acesso é pelo site da Prefeitura.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo WhatsApp (19) 9779-3856.

Os cuidados preventivos também não podem ser esquecidos: usar a máscara ao sair de casa, manter o distanciamento social, evitar aglomerações e higienizar as mãos frequentemente.

(Fonte: Secretaria de Saúde de Indaiatuba)