Eleições 2018: Medida preventiva do MP Eleitoral reduz distribuição irregular de "santinhos" em Indaiatuba

O Blog da Pimenta percorreu diversos pontos de votação e constatou a redução da sujeira

Por Patrícia Lisboa

Ao contrário de eleições anteriores em que as ruas e calçadas de Indaiatuba amanheceram “forradas” de material de campanha eleitoral dos candidatos, os chamados “santinhos”, no primeiro turno das eleições gerais, neste domingo (7/10), menos papel foi espalhado pela cidade, como resultado de uma medida preventiva tomada pelo Ministério Público Eleitoral, que foi a solicitação de acesso às imagens de câmeras de monitoramento dos sistemas de segurança do município e das escolas que funcionaram como pontos de votação da eleição.

O acesso às imagens têm como objetivo, segundo o promotor eleitoral de Indaiatuba, Michel Betenjane Romano, identificar eventuais autores do derramamento irregular dos “santinhos” pelas ruas e calçadas da cidade entre a véspera e o dia da eleição, o que causa sujeira e dano ao meio ambiente.

O Blog da Pimenta percorreu diversos pontos de votação da cidade e constatou a redução da sujeira causada pelos “santinhos”. Eleitores como dona Ester Fernandes, de 62 anos, e seo Sidnei Freire, de 60 anos, que votaram na escola estadual "Dom José", acharam importante que a sujeira dos "santinhos" nas ruas tenham sido evitadas, inclusive, para a segurança dos pedestres, já que os papéis, quando jogados nas calçadas, podem provocar escorregões e até quedas.

O promotor eleitoral espera ainda maior conscientização dos candidatos no próximo pleito.

Em entrevista ao Blog da Pimenta, ao final da período de votação da eleição, na noite de domingo, Michel Betenjane Romano comentou o resultado da medida preventiva para coibir a “sujeira” nas ruas da cidade.

Confira a entrevista no vídeo abaixo!

(Vídeo: Patrícia Lisboa)