Em uma semana, Indaiatuba registra 35 mortes em decorrência da covid-19

De segunda-feira passada até hoje, a média é de cinco óbitos por dia; o total de casos da doença é de 1.281 no período

Por Patrícia Lisboa

Em uma semana – da última segunda-feira (7/6) até hoje (14/6) – Indaiatuba registrou 35 mortes de moradores em decorrência da covid-19. A média é de cinco óbitos por dia. Só hoje, o município confirmou sete mortes por causa da doença.

Indaiatuba soma 611 vítimas fatais da covid-19 desde o início da pandemia. Do total de 23.499 contaminados, 22.774 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar.

Seis vítimas estavam sendo atendidas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h) enquanto aguardavam vagas em hospital, quando morreram, nesta última semana.

Outras 22 vítimas estavam internadas no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) – único que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em Indaiatuba.

No Hospital Santa Ignês, da rede particular, morreram cinco vítimas da covid-19.

Uma vítima morreu em casa, e outra, chegou na UPA-24h já em óbito.

As vítimas mais jovens são um adolescente, de 17 anos, que tinha mielomeningocele e doença renal crônica, e uma moça, de 23 anos, que tinha paralisia cerebral.

Entre as pessoas sem comorbidades que morreram em decorrência da covid-19, nesta última semana, estão um homem, de 36 anos; um homem, de 39 anos; um homem, de 40 anos; uma mulher, de 42 anos; um homem, de 43 anos; um homem, de 57 anos, e um homem, de 61 anos. As demais vítimas tinham doenças preexistentes, sendo as mais comuns hipertensão, diabetes e obesidade.

CASOS DA DOENÇA

Da última segunda-feira (7/6) até hoje (14/6), ainda foram registrados 1.281 novos casos de covid-19, em Indaiatuba.

Hoje, o município confirmou 340 novos casos – número recorde do município, até agora, para apenas um dia.

Ainda há 2.693 casos suspeitos que aguardam resultados de exames, para a confirmação ou não da covid-19.

INTERNAÇÕES

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, hoje, há 123 pessoas com sintomas de síndrome respiratória internadas, nas alas para a covid-19, no sistema de saúde de Indaiatuba, sendo que 114 delas já têm a confirmação da doença.

Do total de internados, 78 estão em leitos clínicos em enfermarias e 45 estão em leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 100% no Haoc e de 100% no Hospital Santa Ignês. Os leitos alugados pela rede municipal de saúde em hospital particular de Arthur Nogueira também estão 100% ocupados hoje.

Nas enfermarias, as taxas de ocupação são de 93% Haoc e de 100% no Hospital Santa Ignês.

FILA DE ESPERA

No momento, no Haoc e Upa, juntos, 15 pessoas aguardam vagas para serem transferidas para a UTI e outras 17 pessoas esperam vagas para serem internadas na enfermaria. No Hospital Santa Ignês, duas pessoas aguardam vagas em UTI e 12 pessoas aguardam vagas na enfermaria.