Haoc registra as mortes de sete idosos com sintomas de síndrome respiratória nesta semana

semana Entre esses óbitos, quatro são de mulheres e três são de homens entre 62 e 82 anos

Por Patrícia Lisboa

Do último domingo (17/5) até esta sexta-feira (22/5), o Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo), de Indaiatuba, registrou a morte de sete idosos que estavam internados com sintomas de síndrome respiratória. Entre esses óbitos, a maioria é de mulher.

Segundo o boletim do Haoc, no último domingo (17/5), morreram dois pacientes com síndrome respiratória, sendo um homem de 82 anos, com resultado negativo para covid-19; e uma mulher de 73 anos, ainda sem resultado de exame para a contaminação pelo novo coronavírus.

Na segunda-feira (18/5), uma mulher de 62 anos, que tinha resultado negativo de teste rápido para a covid-19, também morreu com sintomas de síndrome respiratória.

Na terça-feira (19/5), uma paciente de 71 anos, ainda sem laudo de exame para a covid-19, não resistiu.

Na quarta-feira (20/5), veio a óbito um homem de 71 anos, com resultado positivo para a covid-19. Na mesma data, também morreu outro homem, de 63 anos, com sintomas de síndrome respiratória, mas ainda sem o laudo do exame para a covid-19; a morte dele ocorreu apenas um dia após a internação.

Na quinta-feira (21/5), uma mulher de 63 anos, internada com sintomas de síndrome respiratória, veio a óbito. Laudo do Instituto Adolfo Lutz é negativo para a covid-19.

O Haoc ainda não informou que houve algum óbito nesta sexta-feira (22/5).

INTERNADOS

Até o momento, há 27 pessoas internadas no Haoc com sintomas de síndrome respiratória, destas, 13 estão em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 14 estão em leitos de enfermaria. Do total de internados com síndrome respiratória, nove têm resultado positivo para a covid-19.