Haoc registra quatro mortes de pacientes internados por sintomas de síndrome respiratória

Dois pacientes tinham resultado positivo para a covid-19; um terceiro não confirmou a doença e o quarto ainda não tinha resultado de exame

Por Patrícia Lisboa

Depois de passar um dia sem morte na ala da covid-19, o Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), de Indaiatuba, registrou quatro mortes de pacientes que estavam internados com sintomas de síndrome respiratória, nas últimas 24 horas. 

No domingo (21/6), não houve óbitos. Ontem (22/6), morreu um homem, de 72 anos, que estava internado desde o dia 18 de junho e, hoje (23/6), morreu outro homem, de 61 anos, que estava internado desde o dia 29 de maio. Os dois foram a óbito por complicações provocadas pelo novo coronavírus, que causa a covid-19.

Também entre ontem e hoje, ocorreram outros dois óbitos no Haoc, de pacientes que estavam com sintomas de síndrome respiratória. Um deles tinha 81 anos e possuía resultado negativo para a covid-19. O outro, de 85 anos, ainda não tinha resultado de exame para a doença.

Assim, quatro mortes aconteceram no Haoc, entre ontem e hoje.

ALTAS E INTERNAÇÕES

Seis pacientes tiveram alta hospitalar, sendo quatro com covid-19 positivo e dois com resultado negativo de exame para a contaminação pelo novo coronavírus.

Nas últimas 24 horas, foram registradas oito novas internações de pacientes com sintomas de síndrome respiratória. No momento, na ala covid-19, o Haoc tem 47 pacientes internados, sendo 22 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 25 em leitos de enfermaria. Destes, 25 têm resultado positivo para a covid-19.