Padre Rogério comemora 1º aniversário à frente da Paróquia Santa Rita de Cássia

Novo pároco afirma que "alegria" é a marca do seu trabalho; data foi celebrada com Missa em Ação de Graças, no domingo

Por Patrícia Lisboa

Empossado no dia 10 de janeiro de 2020, o novo pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia de Indaiatuba, o padre Rogério Carvalho de Almeida, comemora o primeiro aniversário da sua gestão. A data foi celebrada com Missa em Ação de Graças, no domingo (10/1). Em entrevista exclusiva ao Blog da Pimenta, ele afirmou que “alegria” é a marca do seu trabalho à frente da Paróquia, que, segundo ele, é a maior da Arquidiocese de Campinas e reúne cerca de 80 mil fiéis católicos.

O jovem padre Rogério tem 38 anos e é natural de São Paulo. Ele foi nomeado padre há um ano e cinco meses. Antes de seguir a vocação religiosa, o padre Rogério, já morando em Indaiatuba, trabalhou em um supermercado na cidade e foi catequista da equipe do padre Francisco de Paula Cabral de Vasconcellos, conhecido como padre Xico, que é fundador e, hoje, vigário da Paróquia Santa Rita.

“Com o trabalho em pastoral da Juventude, em São Vicente, litoral de São Paulo, onde meus pais moram, fui me integrando e vendo a necessidade de evangelizar. Então, eu fiz o acompanhamento vocacional e ingressei, em 2017, no Seminário da Arquidiocese de Caraguatatuba. Em 2010, eu pedi um tempo para pensar um pouco melhor a vocação. Nesse meio tempo, eu me mudei para Indaiatuba a trabalho. Eu trabalhava no Sumerbol. Como leigo, comecei a trabalhar aqui, na Paróquia Santa Rita. Fui catequista do padre Xico, de 2010 a agosto de 2012”, contou o padre Rogério.

Depois, ele ingressou no Seminário da Arquidiocese de Campinas e cursou Teologia na PUC Campinas. Atuou como diácono na Igreja Santana, em Sumaré, e foi ordenado padre no dia 28 de julho de 2019, pelo arcebispo metropolitano dom João Inácio Müller. Após isso, trabalhou como vigário em Monte Mor. Foi nomeado pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia, em Indaiatuba, no dia 29 de novembro de 2019 e tomou posse no dia 10 de janeiro de 2020.

“Esse primeiro ano foi desafiador, por causa da pandemia de covid-19, que ninguém esperava. Mas, isso possibilitou todo o movimento de mudança, de reorganização pastoral, que a Paróquia precisava. A gente tem feito um trabalho muito bom junto com as lideranças de Pastoral aliando toda a Paróquia à caminhada da Arquidiocese, ao novo Plano de Pastoral, que orienta todas as igrejas na evangelização”, disse o padre.

Ele trouxe para a Igreja Matriz Santa Rita de Cássia a novena de Nossa Senhora Desatadora dos Nós, que acontece todas as quartas-feiras. Na última missa antes da pandemia, segundo o padre, havia cerca de 1,6 mil pessoas na igreja.

Questionado sobre como conseguiu trazer os fiéis de volta para a igreja, padre Rogério respondeu: “com alegria”. “Alegria de ser apaixonado por Jesus. Se a gente não mostra essa paixão que tem pelo Nosso Senhor, nada a gente consegue porque a obra não é nossa, a obra é Dele”, completou o pároco.

Com a pandemia, padre Rogério afirma que foi necessário “descobrir a internet”. A Paróquia foi inserida nas redes sociais, por onde as missas também passaram a ser transmitidas, já que a presença do público na igreja ainda tem de ser limitada, para evitar aglomerações de pessoas, fator de risco para a covid-19. Para acompanhar a missa presencialmente, no momento, é preciso fazer agendamento.

“Eu vejo em nós, padres, um grande esforço para seguir os protocolos sanitários. Todas as paróquias de Indaiatuba estão seguindo rigorosamente os protocolos e as pessoas estão compreendendo. Nós não tivemos nenhum episódio de a pessoa estar com febre e vir para a igreja; ou vir sem máscara”, afirmou pe. Rogério.

A Paróquia de Santa Rita conta com 22 igrejas, mas, por causa da pandemia de covid-19, no momento, não estão sendo celebradas missas em todas elas, mas apenas na Igreja Matriz Santa Rita de Cássia, no bairro Cidade Nova, na Igreja Cristo Rei, na Vila Maria Helena, e na Igreja São Francisco de Assis, no Parque Residencial Indaiá. Mas, segundo o padre, as igrejas estão sendo preparadas para o retorno da normalidade. 

A maior parte do público da Paróquia Santa Rita são pessoas da terceira idade e, de acordo com o padre, todos os espaços possíveis estão sendo abertos para atrair os jovens. “Hoje, eles (os jovens) estão fazendo trabalho no altar, na hora das missas, estão cuidando do site e das redes sociais da Paróquia. E jovem gosta de alegria, de entusiasmo”, disse o padre.

Pelo aniversário de um ano à frente da Paróquia, padre Rogério afirma que o sentimento dele é de “gratidão”. “Gratidão a Deus, à minha família, a dom João Inácio, por ter me confiado essa Paróquia, pelos desafios que ela tem, que são muitos; gratidão ao povo de Deus que me acolhe muito bem. Meu lema é confia no Senhor e faz o bem, que tiro do Salmo 36-3. É nessa confiança no Senhor, que eu busco fazer o bem”, concluiu o padre Rogério.