Prefeito anuncia aposentadoria de secretária municipal de Educação

Professor mestre Heleno da Silva Luiz Junior assume a Pasta que era comandada por Rita de Cássia Trasferetti desde 2010

O prefeito Nilson Alcides Gaspar (MDB) anunciou nesta quarta-feira (7/4) a aposentadoria da secretária de Educação, Rita de Cássia Trasferetti. A divulgação foi feita durante uma coletiva de imprensa, transmitida ao vivo pelo Facebook da Prefeitura de Indaiatuba. Quem assume a pasta é o professor mestre Heleno da Silva Luiz Junior, que é servidor de carreira da Prefeitura.

Para Gaspar, a ex-secretária desempenhou a função com maestria o que colaborou para manter a Educação do município nos melhores patamares de qualidade do país. “A Rita desempenhou um trabalho exemplar para a Educação Municipal. Prova disso é a classificação de Indaiatuba como a segunda melhor Educação do Brasil e a melhor do Estado de São Paulo, o que é resultado de uma gestão que soube valorizar a formação dos profissionais, investir em tecnologia e que faz um trabalho de excelência contínuo, que começa lá na creche. Tenho apenas a agradecer todo o empenho e a dedicação dela, enquanto secretária”, afirmou.

A professora Rita está no cargo desde 2010 e nos últimos meses vem conversando com o prefeito sobre o desejo de se aposentar. Com o sentimento de missão cumprida, a ex-secretária acrescenta que encerra um dos principais ciclos de sua vida profissional. “Quando aceitei o desafio de assumir a Secretaria de Educação tinha experiência voltada à Educação estadual, mas não com a Educação do município. Cheguei aqui e encontrei uma equipe maravilhosa, que me acolheu e me ensinou muito. Nestes 11 anos tomamos muitas decisões e acredito que conseguimos dar continuidade e evoluir com a Educação em Indaiatuba. Tenho certeza que o Heleno conduzirá a Secretaria com o mesmo espírito de coletividade e competência que seguimos nestes anos todos. Hoje, chegou minha vez de descansar e curtir minha família”, destacou Rita.

Gaspar também desejou boas-vindas ao novo secretário. “O novo gestor tem toda competência para estar à frente da Secretaria e tem uma ótima equipe nas mãos para dar continuidade ao trabalho de mais de 20 anos, que colocou a Educação municipal como uma das melhores em nosso país”, salientou.

Heleno da Silva Luiz Junior agradeceu o convite e comentou que aceitou o desafio porque sabe que a pasta tem uma equipe competente e focada na qualidade da Educação Municipal. “Com muita honra recebi o convite do prefeito Nilson Gaspar e da professora Rita. Estou muito feliz e motivado em assumir este desafio, que vem com a responsabilidade de garantir o melhor ensino às nossas crianças. Estou disposto a aprender, conhecer e conversar com toda a valorosa e comprometida equipe que temos na Secretaria de Educação e, juntos, tomaremos as melhores decisões para garantir a qualidade do ensino de nossas crianças”, concluiu o novo secretário.

EDUCAÇÃO

Entre 2010 e 2021 o ensino público municipal de Indaiatuba despontou como referência no país. Nesses 11 anos, a rede municipal saltou de 18.556 alunos para 25.848. Para acompanhar o crescimento do município, a Administração Municipal também investiu na infraestrutura com novas escolas e creches, ampliou outras e reformou todas as unidades escolares, atendendo a demanda dos novos bairros que foram surgindo na última década.

No período, a Prefeitura inaugurou 21 unidades escolares, sendo 13 creches e oito Emebs (Unidades de Educação Básica). O município também viabilizou a construção da Escola Estadual no Jardim Paulista, por meio do Programa de Ação Cooperativa – Estado/Município para construções escolares do FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação).

Em 2010, por meio do Decreto 10.582, a Secretaria Municipal de Educação face ao Programa de Parceria Estado/Município concluiu a municipalização do Ensino Básico (Fundamental I – 1º ao 5º ano). Cinco escolas que eram do Estado – Doardo Borsari, Profª Áurea Moreira da Costa, Profª Benedita Wagner Campos, Profª Maria Cecília Ifanger e Profª Deolinda Maneiro Severo – passaram a integrar a rede municipal.

Quando a professora Rita assumiu a Secretaria de Educação, Indaiatuba já contava com duas unidades de período integral. Hoje, são oito unidades: Prof. Luiz Antonio Balaminutti, Profª Renata Guimarães Anadão Brandão, Profª Maria José Ambiel Marachini, Profª Sylvia Teixeira de Camargo Sannazzaro, Prof. Vladmir Olivier, Pe Joaquim Ap. Rocha, Complexo Profª. Laura Fahl Correa, e D. Ildefonso Stehle.

Também foi nesse período que a rede municipal inseriu o material didático “Conviver e Aprender”, que já era um projeto da gestão anterior. A Secretaria ainda implantou o PNAIC (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), e reorganizou e reestruturou projetos anteriores como o Ler Faz Bem, Feira de Ciências, Vidart, Educa Água (parceria com Saae), entre outros.

Com relação às creches, houve a ampliação de vagas, alteração no horário de atendimento e inclusão de professores em sala de aula.
À frente da Secretaria de Educação, a professora Rita aderiu à Comissão de Relações Étnico Raciais, Profissionais de Apoio Escolar e Comissão de Altas Habilidades e Superdotação. Fez adesão ao Currículo São Paulo, ao Currículo Municipal baseado na BNCC, reorganizado para o contexto da Pandemia Covid. Participou da elaboração e implantação do Plano Municipal de Educação 2015-2025.

No tocante à Educação Especial, nessa última década a oferta de Atendimento à Educação Especial (AEE) foi ampliada; foi criada a função de Auxiliar de Desenvolvimento Educacional (ADE) da Educação Especial; implantado o NIAPE - Núcleo Integrado de Apoio Pedagógico Especializado, e em conjunto com a Secretaria da Saúde e da Assistência Social foi criado o Espaço Avançar.

Instituiu o Idemi – Índice de Desenvolvimento da Educação Municipal de Indaiatuba e, enquanto secretária de Educação, o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é avaliado sempre nos anos ímpares, saltou de 6.0 em 2009 para 7.4 em 2019. O índice é considerado o melhor do Estado de São Paulo e o segundo melhor do Brasil, entre as cidades com mais de 200 mil habitantes, superando ainda a meta projetada para o ano de 2021, que é de 7.1.

Os investimentos da Administração Municipal em tecnologia atenderam docentes e discentes da Rede. Nos últimos anos foram adquiridos notebook para professores, laboratórios de informática nas escolas e no monitoramento de segurança nas unidades escolares. Hoje, 79 unidades escolares são monitoradas por 1.016 câmeras.

Merece destaque a criação do estúdio de gravação voltado à criação de conteúdos para os cursos EaD aplicados a todos os professores. Esse material é 100% elaborado por profissionais da Rede Municipal de Educação.

Para a formação de professores foi desenvolvida a Plataforma de Ensino SaberEAD e o Programa de Capacitação e Treinamento – Formação em serviço. A Secretaria de Educação conta, ainda, com o NFCI - Núcleo de Formação Continuada de Indaiatuba, que promove cursos de capacitação e formação continuada para profissionais da Educação.

Como secretária, Rita conduziu ao lado do prefeito a implantação da função do Professor Referência de Área Específica para DOC (Docente) II de Arte, Educação Física, Filosofia e DOC (Docente) III - Educação Especial Inclusiva para atender aos anseios dos professores da Rede Municipal de Ensino. O Professor Referência é responsável por organizar o trabalho pedagógico das especificidades das áreas de conhecimento, contribuindo com o aperfeiçoamento da prática pedagógica e aprendizagem dos alunos.

Participou da Reestruturação 2010-2019, que instituiu o Plano de Carreira do Magistério 07/09, iniciado na antiga gestão e implantado em 2010. Conquistou 1/3 de jornada (redução de carga horária) para docentes, voltado a estudos, planejamento, preparação de aulas, acompanhamento e avaliação do desenvolvimento educacional dos alunos, bem como formação em exercício.

Em 2011, foi estendido o G.P.A.P (Gratificação de Produção e Aperfeiçoamento Profissional) para todos os servidores efetivos da Educação. Até então, o benefício era exclusivo de docentes.

A parceria com o Terceiro Setor também foi ampliada. Em 2010 haviam 15 creches administradas por Entidades Assistenciais, antiga denominação das atuais Organizações da Sociedade Civil. O município fechou 2020 com 19 unidades parceiras, sendo 18 creches e uma unidade de Educação Especial (APAE).

Nesses 11 anos, a gestão da professora Rita de Cássia Trasferetti se destacou pela abertura de discussão dos processos de trabalho com as instituições sindicais e representantes de equipes escolares.

NOVO SECRETÁRIO

O professor mestre Heleno da Silva Luiz Junior, concursado desde 2012 na Prefeitura de Indaiatuba, é formado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Faculdade de Educação Física de Sorocaba, com pós-graduação em Ciência do Treinamento Desportivo na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). É mestre em Movimento Humano e Esporte e cursou especialização em Gestão Educacional na Universidade de Anderson, nos Estados Unidos. Atualmente faz pós-graduação nível Doutorado em Ciência, na Universidade Federal de São Paulo.

Possui 36 cursos de aperfeiçoamento profissional, 19 prêmios e títulos de homenagem na área do ensino superior e esporte. Na área da pesquisa, possui 43 produções acadêmicas e como palestrante, realizou dezenas de palestras e cursos de capacitação profissional.

A carreira acadêmica foi iniciada como docente no Centro Universitário Max Planck, de 2010 a 2020, no curso de Educação Física. Foi coordenador do curso de 2010 a 2013, quando conquistou a nota 5 na avaliação do ENADE. No ano de 2014 trabalhou como gerente comercial; entre 2015 e 2016 exerceu a função de gestor dos departamentos de programas acadêmicos e social, e de 2017 a 2020 integrou a equipe administrativa como assessor da direção das unidades de Indaiatuba.

Coordenou o departamento de Esporte de Alto Rendimento e trabalhou como coordenador pedagógico dos programas da Secretaria Municipal de Esportes. No final de 2018 até dezembro de 2020 esteve como assessor técnico e secretário adjunto do Esporte.