Prefeitura de Indaiatuba tem aprovação da Câmara para conceder auxílio emergencial

A ajuda financeira será destinada às famílias em situação de vulnerabilidade

Por Patrícia Lisboa

A Prefeitura de Indaiatuba obteve a aprovação da Câmara de Vereadores, na noite desta segunda-feira (5/4), para implantar o Renda Mínima – um programa municipal de concessão do auxílio financeiro emergencial para pessoas carentes com o intuito de minimizar os impactos decorrentes da pandemia de covid-19.

A ajuda financeira será por três meses, no valor de R$ 130, mais R$ 20 por filho de 0 a 14 anos, até o limite de três filhos, podendo chegar, portanto, a R$ 190 por mês ou ao total de R$ 570 nos três meses.

O Renda Mínima visa complementar a renda básica para assegurar o direito à segurança alimentar e nutricional.

O auxílio será concedido às famílias em situação de vulnerabilidade inscritas no Cadastro Único da Assistência Social junto ao Ministério da Cidadania, residentes em Indaiatuba, com renda per capita (por pessoa) de meio salário mínimo.

A gestão do programa Renda Mínima será da Secretaria Municipal de Assistência Social. A expectativa é de atender cerca de 20 mil pessoas de seis mil famílias carentes.

Na Câmara, o projeto foi votado em regime de urgência especial (votação única) e aprovado por unanimidade.