Público-alvo terá de fazer cadastro para receber vacina contra a covid-19 em Indaiatuba

Plano municipal para a imunização foi apresentado hoje; na primeira etapa, serão vacinados profissionais de saúde e idosos

Por Patrícia Lisboa

O plano de Indaiatuba para a vacinação contra a covid-19 foi apresentado pela Prefeitura, nesta terça-feira (12/1), em transmissão ao vivo por rede social. Na primeira etapa, que está prevista para começar no dia 25 deste mês, serão vacinados profissionais de saúde e idosos que residem no município. Para receber as doses, as pessoas do público-alvo da campanha precisam fazer, obrigatoriamente, um cadastro prévio, no site da Prefeitura (indaiatuba.sp.gov.br). O cadastramento estará disponível a partir do dia 18 deste mês.

A estimativa é de vacinar 35.111 pessoas do público-alvo, com duas doses cada uma, totalizando 70.222 doses. A Prefeitura fará uma campanha de conscientização sobre a importância da vacinação.

A secretária municipal de Relações Institucionais e Comunicação, Graziela Milani, explicou que o cadastramento é necessário para possibilitar a conferência dos dados de cada pessoa que for imunizada, já que a Administração Municipal terá de prestar contas ao Governo do Estado de cada dose aplicada da vacina.

A secretária municipal de Saúde, Graziela Garcia, informou que a expectativa é que o município receba 10 mil doses da CoronaVac, na primeira semana da vacinação. As demais doses necessárias para a primeira etapa da campanha serão entregues semanalmente, mas em quantitativos ainda não definidos.

"É tão importante esse momento que esse plano de vacinação gerou um plano de segurança, para a escolta das vacinas até os locais de vacinação", disse a secretária.

O prefeito Nilson Gaspar (MDB) informou que o plano municipal segue as orientações da Secretaria de Estado da Saúde, mas, observou que ele poderá sofrer mudança por eventual decisão do Ministério da Saúde.

VACINAÇÃO DOS TRABALHADORES DE SAÚDE

Primeiro, serão imunizados os profissionais de saúde. Além de cadastro, eles também terão de apresentar os documentos que comprovam o trabalho na área da saúde e que moram em Indaiatuba. O atendimento será feito exclusivamente no Centro Esportivo do Trabalhador, onde também haverá esquema drive-thru. A aplicação da primeira dose está prevista para o período de 25 a 30 deste mês e a segunda dose de 15 a 20 de fevereiro.

VACINAÇÃO DOS IDOSOS

Os idosos serão vacinados a partir do dia 8 de fevereiro, de acordo com a faixa etária, como mostram os quadros abaixo. Também será obrigatório fazer o cadastro antes de comparecer ao local de vacinação. Os idosos acamados receberão o atendimento em casa.

Os primeiros a serem imunizados serão os idosos com mais de 75 anos, no periodo de 8 a 13 de feverero, para a primeira dose. Os de 70 a 74 anos, receberão a primeira dose entre 15 e 20 de fevereiro; os de 65 a 69 anos, do dia 22 a 27 de fevereiro e os de 60 a 64 anos, do dia 1º a 6 de março.

A segunda dose será aplicada nos períodos de 1º a 6 de marco, para os que têm mais de 75 anos; de 8 a 13 de março, para os de 70 a 74 anos; de 15 a 20 de março, para os de 65 a 69 anos, e de 22 a 27 de março, para os de 60 a 64 anos. 

CONFIRA OS CALENDÁRIOS DA 1ª E 2ª DOSES PARA OS IDOSOS NOS QUADROS ABAIXO:

Portanto, a primeria etapa da vacinação contra a covid-19, em Indaiatuba, com a aplicação das duas doses para os profissionais de saúde e para os idosos deve ser encerrada no dia 27 de março, se não houver mudança no calendário. 

CADASTRO

O cadastramento para receber a vacina estará disponível no site da Prefeitura (indaiatuba.sp.gov.br), a partir de segunda-feira (18/1). Para realizar o cadastro, a pessoa que tem direito a vacina, terá de informar os dados pessoais. Em seguida, a pessoa receberá a confirmação do cadastro por e-mail. Quem não tiver acesso à internet poderá fazer o cadastro em totens que serão instalados no Ponto Cidadão e na Rodoviária.

COVID-19

Indaiatuba soma 308 mortes por covid-19 e 12.147 casos positivos da doença. Nas últimas 24 horas, foram registrados 75 novos casos e não houve óbito em decorrência da covid-19 no município.

A taxa de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para a covid-19 é de 100% no Hospital Santa Ignês, da rede privada, de 46% no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), que atende pelo SUS, e de 56% nos leitos alugados para o SUS de Indaiatuba, no Hospital Samaritano, em Campinas.