Solidariedade pede a cassação da candidatura de Nilson Gaspar

A alegação é a participação de secretário municipal em coletiva

Em denúncia apresentada ao Ministério Público (MP) Eleitoral, o presidente do Solidariedade (SD), Diego Fidalgo, ex-chefe de gabinete do vereador e candidato a prefeito de Indaiatuba, Bruno Arevalo Ganem (PV), pede a cassação da candidatura a prefeito de Nilson Alcides Gaspar (PMDB) e a aplicação de multa ao partido do adversário sob alegação de “prática de conduta vedada a agente público” por parte do presidente do PMDB, Carlos Alberto Bargas, que também é secretário municipal de Governo. O juiz eleitoral de Indaiatuba, Fábio Luís Castaldello, determinou a notificação de Gaspar e Bargas e deu prazo de cinco dias, a contar desta quinta-feira (25/8), para que os dois apresentem suas defesas.

A “conduta vedada” que implicaria na inelegibilidade da candidatura peemedebista, segundo a denúncia, seria a participação do secretário municipal na coletiva de imprensa realizada, no dia 13 de julho, às 10h, com os então pré-candidatos do PMDB a prefeito e vice-prefeito, Gaspar, e o vereador Túlio José Tomass do Couto, respectivamente, em “horário de expediente”.

O presidente do SD alega que a participação do secretário na coletiva seria vedada também por se tratar de evento político e não de interesse do município e que isso “provoca desequilíbrio no pleito”.

Na representação, Fidaldo anexa notícias sobre a coletiva publicada por jornais impressos locais e, ainda, o convite da coletiva enviado à imprensa pela assessoria do partido.

O advogado de defesa da Coligação “Reinaldo Nogueira”, Marcelo Pellegrini, afirma que “não houve configuração de prática de conduta vedada”. “O cargo de secretário não exige ponto, não tem essa obrigação. O secretário fica à disposição 24 horas. Além disso, o Bargas também acumula o cargo de presidente do PMDB. Vamos apresentar a defesa no prazo estabelecido”, informou Pellegrini, em entrevista ao Blog da Pimenta.

O Solidariedade integra a Coligação "Indaiatuba Quer Mais" dos candidatos a prefeito e vice, Bruno Ganem (PV) e Janete Rodrigues, que é do SD.