Passarela metálica do Rio Jundiaí em Itaici será transferida para o Parque Ecológico

Mudança é decorrente da obra de ampliação da principal via do bairro para garantir a fluidez do trânsito

Por Patrícia Lisboa

A ponte metálica usada por pedestres no trecho do Rio Jundiaí, na Alameda Coronel Antônio Estanislau do Amaral, no bairro Itaici, será transferida para o Parque Ecológico, em Indaiatuba. A remoção está prevista para ser concluída até o dia 10 de agosto e é necessária por causa da obra de alargamento da alameda, para melhorar a fluidez do trânsito, iniciada em junho pela Prefeitura de Indaiatuba.

O trecho do Parque Ecológico que receberá a ponte para pedestres ainda será definido pela Secretaria de Obras e Vias Públicas. O equipamento foi instalado no bairro Itaici, em dezembro de 2016, e custou cerca de R$ 500 mil. A Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação da Prefeitura informou que a passarela será bem aproveitada no Parque Ecológico.

Em nota divulgada à imprensa no dia 6 de junho, quando foi iniciada a obra em Itaici, a Secretaria de Comunicação já havia informado o seguinte: “A duplicação da via também envolverá a construção de uma nova ponte de concreto sobre o Rio Jundiaí, ao lado da ponte já existente, que abrigará duas faixas de rolamento no sentido centro-bairro, com um leito carroçável de 55 metros de extensão e oito metros de largura. A ponte metálica que existe no local vai ser retirada e realocada em outro ponto da cidade”, conforme notícia publicada pelo Blog da Pimenta, na mesma data. 

Na trecho do Rio Jundiaí, em Itaici, após a remoção da passarela metálica e enquanto durarem as obras de ampliação da alameda, será reativada a antiga passagem para pedestres, que receberá proteção lateral para garantir a segurança durante o uso provisório.

ANDAMENTO DA OBRA

Com a obra de ampliação, a Alameda Coronel Antônio Estanislau do Amaral passará a contar com quatro faixas de rolamento nos 2,1 quilômetros de sua extensão. Hoje, são três faixas.

Iniciada no mês passado, a previsão é que a obra seja concluída em dezembro de 2020. O investimento total é de R$ 8 milhões.

Neste momento, está sendo confeccionada a ponte que será instalada na alameda. A confecção acontece na empresa responsável pela obra e não no local de instalação. Na via, especificamente, é feita a demarcação do alargamento, a partir de desapropriações de terras. Também está sendo preparado o sistema de drenagem de água da chuva para evitar alagamentos e iniciada a remoção da ponte metálica. 

O PROJETO

Na nota divulgada em junho, a Secretaria de Comunicação também informou que, pelo projeto da Secretaria de Obras e Vias Públicas, as intervenções começam na altura da Rodovia SP-075 e se estendem até o trecho inicial da Rodovia José Boldrini, na altura da portaria do Condomínio Colinas do Mosteiro de Itaici, que foi duplicado em 2013. Um canteiro central dividirá as duas faixas no sentido centro-bairro e duas no sentido bairro-centro.

No total, a obra envolverá 27 mil m² de asfalto novo e de recapeamento; 4 mil metros lineares de calçadas e mais um quilômetro de novas galerias de águas pluviais. Esse reforço do sistema de drenagem foi projetado para resolver um problema de acúmulo de água em alguns pontos da pista.

Entre as novidades está um novo sistema semafórico, que será instalado nas proximidades da Rua Suíça. O semáforo que já funciona na confluência com a Avenida Ezequiel Mantoanelli será remodelado com novas faixas de conversão.

Para garantir mais segurança aos pedestres, serão instaladas travessias elevadas em quatro pontos da alameda e as calçadas foram projetadas seguindo todas as normas de acessibilidade.

A Estanislau do Amaral também receberá 68 pontos de iluminação de LED e o projeto de requalificação ainda inclui a revitalização da parte elétrica em toda a extensão da via, também com a realocação dos postes da rede primária de energia, eliminando a poluição visual acarretada pelo excesso de fiação.